Avaliação do potencial citogenotóxico de Zingiber officinale Roscoe (gengibre), Zingiberaceae

Elisa dos Santos Cardoso, Ana Aparecida Bandini Rossi, Eliane Cristina Moreno de Pedri, Vinícius Vinícius Delgado da Rocha, Alex Souza Rodrigues, Patrícia Ana de Souza Fagundes

Texto completo:

HTML

Resumen

Introdução: A história da civilização humana está intimamente relacionada à utilização de plantas para prevenção e tratamento de doenças. Dentre as plantas utilizadas pela medicinal tradicional está o Zingiber officinale Roscoe (Zingiberaceae), que apresenta-se também como uma espécie promissora no combate ao câncer.
Objetivo: Avaliar o potencial citotóxico e genotóxico de extratos aquosos e hidroalcoólico de Z. officinale.
Métodos:
Bulbos de Allium cepa L. (Amaryllidaceae) foram submetidos ao tratamento descontínuo e, após o enraizamento, transferidos para cinco concentrações dos extratos de Z. officinale , para o controle negativo (água destilada) e para o controle positivo (glifosato 1 %). O experimento foi mantido em câmara de germinação, com temperatura controlada (± 25 °C) e ausência de luz, por um período de 48 horas após exposição aos extratos.
Resultados: O índice mitótico foi afetado por todas as concentrações e extratos testados, diferindo significativamente do controle negativo. O extrato hidroalcoólico promoveu maior redução no índice mitótico, não diferindo estatisticamente do controle positivo. A quantidade de células com anormalidades e aberrações cromossômicas foi pequena e não significativa.
Conclusão: A espécie apresenta potencial para pesquisas relacionadas à prevenção e ao tratamento de tumores e os resultados obtidos reiteram a importância de estudos sobre a toxicidade de plantas medicinais e a orientação para utilização adequada pela medicina tradicional.

Palavras chave: antiproliferativo; fitoterápico; índice mitótico.






Copyright (c) 2019 Elisa dos Santos Cardoso, Ana Aparecida Bandini Rossi, Eliane Cristina Moreno de Pedri, Vinícius Vinícius Delgado da Rocha, Alex Souza Rodrigues, Patrícia Ana de Souza Fagundes

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional.