Adubação nitrogenada em plantas medicinais de Salvia hispanica L. (chia) em Gurupi, Tocantins, Brasil

Guillermo Arturo Herrera Chan, Rodrigo Ribeiro Fidelis, Taynar Coelho de Oliveira Tavares, Marilia Barcelos Souza Lopes, Kleycianne Ribeiro Marques, Wagner Augusto Rauber

Texto completo:

PDF

Resumen

Introdução: O cultivo chia (Salvia hispanica L.) no Brasil ainda é recente e são poucas as informações contidas na literatura em relação às práticas, exigências nutricionais e manejo da cultura nos climas e solos brasileiros. 

Objetivo: Avaliar o efeito da adubação nitrogenada no desenvolvimento e produtividade de chia, em solos de cerrado, na região sul do Tocantins. 

Métodos: Realizou-se dois ensaio na área experimental da Universidade Federal do Tocantins, Campus de Gurupi- TO, nas safras 2014/15 e 2015/2016. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado com cinco doses de nitrogênio (0, 30, 60, 90 e 120 kg ha-1) e quatro repetições. Aos 145 dias após emergência foram avaliadas as características altura da planta, altura da haste superior, diâmetro do caule, comprimento do cacho e produtividade de grãos. 

Resultados: Na cultura da chia, o desenvolvimento e produtividade das safras 2014/2015 e 2015/2016 foram influenciadas pela adubação nitrogenada. 

Conclusão: Após a análise dos resultados observou-se que as doses as 60 e 120 kg ha-1 de nitrogênio influenciaram no maior desenvolvimento da altura de planta, altura da haste superior e diâmetro do caule. A produtividade de grãos máxima encontrada nas doses nitrogênio foi superior de 240 kg ha-1.





Copyright (c) 2020 Guillermo Arturo Herrera Chan, Rodrigo Ribeiro Fidelis, Taynar Coelho de Oliveira Tavares, Marilia Barcelos Souza Lopes, Kleycianne Ribeiro Marques, Wagner Augusto Rauber

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional.